3 de junho: Dia Nacional da Educação Ambiental

Olá pessoal, tudo bem?

Dia 3 de junho é o Dia Nacional da Educação Ambiental!

A lei que institui o dia 03 de junho como o Dia Nacional da Educação Ambiental foi sancionada pela presidenta Dilma Rousseff. Mas temos o que comemorar?

Em 1975 durante o I Seminário Internacional de Educação Ambiental em Belgrado é indicado um novo tipo de educação, envolvendo estudantes, jovens, professores, sociedade de maneira a tornar possível o desenvolvimento de novos conhecimentos e habilidades, valores e atitudes, visando à melhoria da qualidade ambiental e elevação da qualidade de vida.

No Brasil, a educação ambiental emerge somente na década de 1980 como um campo de saberes e práticas, e na década de 1990 se consolida a partir da Conferência das Nações Unidades para o Meio Ambiente e Desenvolvimento, a Rio-92.

Estudos recentes apontam que é possível o desenvolvimento garantindo a sustentabilidade do planeta, com consumo consciente e processos produtivos menos agressivos ao meio ambiente. A solução depende de todos nós, crianças, jovens e adultos.

Leia a reportagem completa: 3 de junho – Dia Nacional do Meio Ambiente

Aproveitando esse dia tão especial para os membros do Manuelzão vai à escola, trouxemos informações sobre o projeto de lei do senado que prevê a Educação Ambiental como disciplina obrigatória no Ensino Básico:

 

 

Leia na íntegra: ecodesenvolvimento

A educação ambiental pode passar a ser uma disciplina obrigatória para alunos de todas as séries dos níveis fundamental e médio, caso a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB — Lei 9.394/1996) seja modificada. É o previsto no PLS 221/2015, de autoria do senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB).

O projeto foi acolhido na terça-feira, 29 de março, na Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) e segue para votação na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).

Atualmente, as escolas são orientadas a abordar princípios de educação ambiental de forma integrada a outros componentes curriculares, como explica o autor do projeto, senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), na justificação da matéria. O parlamentar, no entanto, considera essa estratégia insuficiente para que os estudantes tenham formação sobre as diferentes dimensões da sustentabilidade e sobre práticas como reciclagem e reuso de água.

O relator na CMA, senador Valdir Raupp (PMDB-RO), apontou avanços na sociedade em termos de atitudes em favor da preservação ambiental e de conscientização da população, enfatizando, no entanto, que os esforços devem continuar. “Por meio das escolas, dos meios de comunicação, das mídias e redes sociais, vamos chegar a 100% de consciência ambiental”, declarou à Agência Senado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s