Dia Mundial da Água: o que temos a comemorar?

Embora ela esteja presente de maneira insubstituível em nosso cotidiano, temos muito pouco a comemorar. Para o coordenador do Projeto Manuelzão, Marcus Polignano, falta integração entre gestão das águas e as questões ambientais.

Assessoria de comunicação

O Brasil é um dos países com maiores estoques de água doce do mundo, motivo que poderíamos celebrar, mas ela é mal distribuída e aproveitada. Isso sem contar na degradação e poluição constante dos rios que não conseguem mais sobreviver ao grande número populacional as suas margens.

Segundo especialistas, na região norte do país, a água é abundante, apesar de que a maioria dos domicílios não conta com água tratada. Em outras regiões, como nas regiões metropolitanas do sul do país, ela já é mais escassa. Ainda de acordo com os especialistas, os principais fatores que contribuem para a falta de água nas regiões metropolitanas brasileiras são: a poluição, a falta de infraestrutura e o desperdício. Além disso, o Brasil não possui uma política de manutenção de seus recursos hídricos.

Assim, educar investindo na preservação dos recursos hídricos é a base para qualquer modelo aceitável de desenvolvimento.
Se não preservarmos hoje não teremos água para as futuras gerações
Essa falta de uma política de manutenção é um problema preocupante, como alerta o coordenador do Projeto Manuelzão, Marcus Vinícius Polignano. Para ele, o problema vai além e está na falta de conscientização da população e do poder público. “Precisamos nos mobilizar e pensar a água como fundamental para a sobrevivência humana. Se não cuidarmos agora e acordamos para o que estamos fazendo, teremos um futuro incerto”, disse.

Mas como devemos comemorar esta data importante? Sugestões não faltam e como ressalta Polignano, precisamos lembrar da água não só neste dia, mas em todos os outros 364 dias do ano com atitudes em nosso dia a dia que colaborem para a preservação e economia deste bem natural. Sugestões não faltam: não jogar lixo nos rios e lagos, economizar água em nossas atividades diárias (banho, escovação de dentes, ao lavar roupas, etc), reutilizar a água em diversas situações, respeitar as regiões de mananciais e divulgar idéias ecológicas de cidadania e conscientização.

Qualidade da água é ruim ou péssima em 40% dos rios

Um levantamento com a medição da qualidade da água em 96 rios, córregos e lagos de 7 Estados brasileiros, o mais amplo até hoje coordenado pela Fundação SOS Mata Atlântica, revela que 40% apresentam qualidade ruim ou péssima. Os dados, divulgados na semana em que se celebra o Dia da Água (22 de março), foram coletados entre março de 2013 e fevereiro de 2014 e incluem um levantamento inédito envolvendo as 32 Subprefeituras da cidade de São Paulo, além de 15 pontos do Rio de Janeiro. Veja a lista completa dos pontos analisados no relatório técnico em http://bit.ly/rios2014.

De acordo com os números consolidados, 87 pontos analisados (49%) tiveram sua qualidade da água considerada regular, 62 (35%) foram classificados como ruins e 9 (5%) apresentaram situação péssima. Apenas 19 (11%) dos rios e mananciais – todos localizados em áreas protegidas e que contam com matas ciliares preservadas –mostraram boa qualidade. E nenhum dos pontos analisados foi avaliado como ótimo.

As principais fontes de poluição e contaminação, segundo a pesquisa, são decorrentes da falta de tratamento de esgotos domésticos, de produtos químicos lançados nas redes públicas e da poluição difusa proveniente do lixo e resíduos sólidos descartados de forma inadequada nas cidades, além do desmatamento e do uso de defensivos e fertilizantes nas zonas rurais.

O pior desempenho de pontos próximos a grandes adensamentos urbanos fica evidente em um recorte que reúne as 34 coletas feitas pela equipe da SOS Mata Atlântica nas 32 Subprefeituras da cidade de São Paulo.

História do Dia Mundial da Água

O Dia Mundial da Água foi criado pela ONU(Organização das Nações Unidas) no dia 22 de março de 1992. O dia 22 de março, de cada ano, é destinado a discussão sobre os diversos temas relacionadas a este importante bem natural.

Mas porque a ONU se preocupou com a água se sabemos que dois terços do planeta Terra é formado por este precioso líquido? A razão é que pouca quantidade, cerca de 0,008 %, do total da água do nosso planeta é potável (própria para o consumo). E como sabemos, grande parte das fontes desta água (rios, lagos e represas) esta sendo contaminada, poluída e degradada pela ação predatória do homem. Esta situação é preocupante, pois poderá faltar, num futuro próximo, água para o consumo de grande parte da população mundial. Pensando nisso, foi instituído o Dia Mundial da Água, cujo objetivo principal é criar um momento de reflexão, análise, conscientização e elaboração de medidas práticas para resolver tal problema.
No dia 22 de março de 1992, a ONU também divulgou um importante documento: a“Declaração Universal dos Direitos da Água” (leia abaixo). Este texto apresenta uma série de medidas, sugestões e informações que servem para despertar a consciência ecológica da população e dos governantes para a questão da água.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s