PROJETO MANUELZÃO RECEBE PREMIAÇÃO
12º Prêmio Ouro Azul apresenta vencedores das edições anteriores que mantiveram relevância em seus projetos, a fim de levar conscientizar a sociedade sobre a preservação e o uso dos recursos hídricos, candidatos foram avaliados em critérios como visibilidade e engajamento
MANECO

Uma premiação para os projetos que valorizam a água, bem renovável mais importante para a sobrevivência humana. Criado pelo Estado de Minas em 2002, a 12ª edição do Prêmio Ouro Azul agraciou na última terça-feira, dia 10 de dezembro, os melhores dos últimos 11 anos em solenidade no Espaço Cultural na Sede dos Diários Associados, em Belo Horizonte. Com a intenção de incentivar propostas que possam mudar o futuro da água, a iniciativa foi realizada pelos Diários Associados e patrocinada pela Eletrobrás Furnas. Idealizadores receberam troféus e foram homenageados.

Criado para conscientizar a sociedade sobre o uso racional da água, o prêmio revisitou todos os primeiros lugares nas categorias empresa privada, empresa pública, comunidades (ONGs e associações), pessoa física, estudante de nível superior e pós-graduado. Foram apurados os resultados e impactos de cada projeto e uma comissão julgadora selecionou os 12 melhores. Os critérios considerados foram longevidade, visibilidade, importância para os recursos hídricos, engajamento e motivação, entre outros. O diretor-executivo dos Diários Associados Minas, Geraldo Teixeira da Costa Neto, afirmou que a releitura das edições surgiu da necessidade de ver a evolução dos projetos e como permeiam todos os segmentos da sociedade. “Os projetos não envelhecem, ainda estão válidos, o que nos enche de orgulho para continuar com o prêmio por muitos anos”, disse.

Durante a última década, foram inscritos mais de 2 mil trabalhos, o que trouxe a necessidade de uma prestação de contas, segundo a gerente executiva de Marketing e Comunicação dos Diários Associados Minas, Andréia Zuqui. “Ainda não havíamos retornado para avaliar quais continuaram. Escolhemos os mais bem-sucedidos em relação a resultados, motivação e do retorno da água. O que conseguiram devolver de vida e de água”, explicou. É o caso do projeto Barraginhas para Captação de Água Superficial de Chuvas, da Embrapa, coordenado pelo engenheiro agrônomo Luciano Cordoval de Barros.

A tecnologia desenvolvida por ele e sua equipe permite o acúmulo de água nos lençóis freáticos e faz com que ela apareça em locais de seca. “Isso aqui vem mostrar que estamos no caminho certo e que temos que acreditar”, comemorou Luciano, que ganhou o prêmio em 2005.
Representante de Furnas em BH, o administrador Gilberto Coimbra disse que o patrocínio do prêmio faz parte do incentivo da empresa em responsabilidade social e ambiental. “Furnas tem várias atividades sociais. A sustentabilidade é algo importante e tem crescido. Trabalhamos com a comunidade em ações permanentes.”

Confira a lista dos vencedores da 12ª edição do Prêmio Azul:

Categoria Empresa Pública:

Ano 2003

Responsável: COPASA – Luís Roberto Camargos D’Ávila
Projeto: Sistema Integrado de Proteção Dos Mananciais

Ano 2005
Responsável: Embrapa – Luciano Cordoval de Barros
Projeto: Barraginhas Para Captação de Água Superficial de Chuvas – Recuperação de Áreas Degradadas e de Mananciais – Um Projeto de Inclusão Social

Ano 2010
Responsável: Emater – MG / Ruralminas – Enio Resende de Souza/ Antônio de Padua
Projeto: Projeto de Recuperação e Preservação de 40 Sub-Bacias dos Afluentes do Rio São Francisco

Ano 2011
Responsável: Prefeitura Municipal de Extrema – Paulo Henrique Pereira
Projeto: Projeto Conservador das Águas

Categoria Empresa Privada:
Ano 2011
Responsável: Ipanema Agrícola S/A – André Luiz da Silva
Projeto: Racionalização de Recursos Hídricos

Ano 2012

Responsável: Fiat Automóveis – Cristiano Felix
Projeto: Nova Visão de Resíduos – Aterro Zero

Categoria Comunidade:

Ano 2003
Responsável: Emater – MG – Wanderson Fabrício Tarcízio de Souza e Maria do Carmo Cunha Fontes
Projeto: Programa de Desenvolvimento Rural Sustentável da Sub-Bacia do Córrego Boa Vista

Ano 2004
Responsável: Programa de Gestão de Recursos Hídricos (Pró-Bacias) do Centro Brasileiro Para Conservação da Natureza (CBCN) – Marcos Antônio Gomes e Osvaldo Ferreira Valente
Projeto: Conservação de Nascentes: Aplicação de Tecnologias Apropriadas à Revitalização da Capacidade de Produção de Água de Mananciais

Ano 2005
Responsável: Projeto Manuelzão – UFMG – Lísia Godinho / Simone Esteves
Projeto: Projeto Manuelzão – Saúde, Ambiente e Cidadania na Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas

Ano 2010
Responsável: Tarcísio Veloso de Oliveira e Maria Lucília Ferreira Veloso
Projeto: De Olho na Sustentabilidade

Categoria Estudante Nível Superior:
Ano 2010
Responsável: Lucas Bragança de Carvalho e Tauana Garcia Carvalho
Projeto: Funcionalização da Sílica com Ciclodextrina e sua Utilização na Remoção de Compostos Orgânicos em Meio Aquoso

Categoria Estudante Mestrado / Doutorado:

Ano 2010
Responsável: Maria Cristina Silva (UFLA)
Projeto: Viabilidade da Aplicação da Peroxidase de Nabo na Descoloração de Efluentes Têxteis Sintéticos e Produtos de Degradação Formados

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s